ESPECIALIZAÇÃO MÉDICA SUÍÇA: ZURIQUE, MAIORCA, LONDRES, NOVA IORQUE

10 Minutos

Clinicamente editado e revisado por THE BALANCE Esquadrão
Fato verificado

O termo “narcisismo” vem da obra “Metamorfoses”, do poeta romano Ovídio, escrita no ano 8 d.C. O Livro III do poema conta a história mítica de um belo jovem, Narciso, que rejeita os avanços de muitas amantes em potencial. Como punição por sua arrogância, os deuses fazem Narciso se apaixonar por seu próprio reflexo em uma piscina de água. Ele fica tão obcecado com sua própria beleza que negligencia seus amigos e familiares e acaba morrendo de fome enquanto olha para seu próprio reflexo.

O termo “narcisismo” foi usado pela primeira vez em um contexto médico no final do século XIX para descrever uma condição caracterizada por amor próprio e vaidade excessivos. Posteriormente, Sigmund Freud (1) desenvolveu ainda mais o conceito de narcisismo. Ele acreditava que o narcisismo era um estágio normal do desenvolvimento infantil, mas que poderia se tornar um problema se persistisse na idade adulta. Freud também acreditava que o narcisismo era uma característica central de muitos outros transtornos mentais. 

Atualmente, o narcisismo é reconhecido como uma condição séria de saúde mental que pode ter um impacto negativo significativo na vida e nos relacionamentos de uma pessoa. Pessoas com transtorno de personalidade narcisista (TPN) geralmente têm ilusões grandiosas de sua própria importância, necessidade de admiração constante e falta de empatia pelos outros. Elas também podem ser manipuladoras e exploradoras, e podem ter dificuldade em manter relacionamentos saudáveis.

Como Tratar um Narcisista

Relacionar-se com uma pessoa com transtorno de personalidade narcisista pode ser um desafio. As pessoas com transtorno de personalidade narcisista geralmente têm um senso inflado de auto-importância, uma necessidade de admiração e uma falta de empatia pelos outros (2). Elas também podem ser manipuladoras e exploradoras (3, 4, 5). É importante reter algumas dicas sobre como tratar e relacionar-se com um narcisista:

  • Estabelecer limites: é importante estabelecer limites claros com pessoas com transtorno de personalidade narcisista. Isso significa informá-las sobre o que você tolera e o que não tolera. Por exemplo, talvez seja necessário estabelecer limites em relação à frequência com que você se comunica com elas, aos tópicos que está disposto a discutir e à forma como elas podem tratá-lo;
  • Não leve para o lado pessoal: as pessoas com transtorno de personalidade narcisista costumam dizer e fazer coisas que são ofensivas e desrespeitosas. É importante lembrar que o comportamento delas não é um reflexo de você, mas sim de suas próprias inseguranças. Tente não levar suas palavras e ações para o lado pessoal;
  • Não tente mudá-los: é necessário aceitar que é improvável que as pessoas com transtorno de personalidade narcisista mudem seu comportamento. Tentar mudá-las só o deixará frustrado e piorará a situação;
  • Busque apoio: pode ser útil conversar com um terapeuta ou conselheiro sobre como lidar com o relacionamento com uma pessoa com NPD. Eles podem lhe oferecer apoio e orientação;
  • Foque nos aspectos positivos: ao interagir com uma pessoa com transtorno de personalidade narcisista, tente se concentrar em suas qualidades positivas. Isso o ajudará a manter um relacionamento mais positivo e produtivo;
  • Evite conflitos: pessoas com transtorno de personalidade narcisista geralmente procuram conflitos. É importante evitar entrar em discussões com elas. Se você se encontrar em uma situação conflituosa, tente se desligar e se afastar;
  • Cuide de si mesmo: é importante cuidar de si mesmo ao se relacionar com uma pessoa com transtorno de personalidade narcisista. Isso significa ter certeza de que está dormindo o suficiente, comendo alimentos saudáveis e se exercitando regularmente. Também é importante passar tempo com pessoas que o façam se sentir bem consigo mesmo.

Não há cura para o transtorno de personalidade narcisista, mas há tratamentos que podem ajudar as pessoas a controlar seus sintomas e melhorar sua qualidade de vida. Tanto a terapia quanto a medicação podem ser eficazes no tratamento do transtorno de personalidade narcisista.

O narcisismo tem cura?

O transtorno de personalidade narcisista é uma condição de saúde mental caracterizada por um senso grandioso de auto-importância, necessidade de admiração e falta de empatia pelos outros. As pessoas com transtorno de personalidade narcisista também podem ser manipuladoras e exploradoras, e podem ter dificuldade em manter relacionamentos saudáveis.

Não há cura para o transtorno de personalidade narcisista, mas há tratamentos que podem ajudar as pessoas a controlar seus sintomas e melhorar sua qualidade de vida. Tanto a terapia quanto a medicação podem ser eficazes no tratamento do transtorno de personalidade narcisista.

É possível tratar o transtorno de personalidade narcisista com terapia cognitivo-comportamental (TCC) e medicamentos (6, 7, 8). A TCC pode ajudar as pessoas com transtorno de personalidade narcisista a identificar e mudar padrões de pensamento e comportamentos negativos. Os medicamentos podem ajudar a controlar alguns dos sintomas do transtorno de personalidade narcisista, como ansiedade, depressão e irritabilidade.

A melhor abordagem de tratamento para o transtorno de personalidade narcisista é uma combinação de TCC e medicamentos. O plano de tratamento específico varia de acordo com as necessidades do indivíduo.

É importante observar que o tratamento para o transtorno de personalidade narcisista é um processo de longo prazo. É preciso tempo e esforço para mudar os padrões de pensamento e os comportamentos negativos. No entanto, com o tratamento, as pessoas com transtorno de personalidade narcisista podem obter melhorias significativas em suas vidas.

Medicação

A medicação não é uma cura para o transtorno de personalidade narcisista, mas pode ser útil no controle de alguns dos sintomas do transtorno, como ansiedade, depressão e irritabilidade. Os medicamentos comumente usados para tratar o transtorno de personalidade narcisista incluem antidepressivos, ansiolíticos, antipsicóticos e estabilizadores de humor.

Os antidepressivos são medicamentos que podem melhorar o humor e reduzir os sintomas da depressão, como tristeza, desesperança ou baixa autoestima. Eles também podem ajudar com a ansiedade, irritabilidade ou raiva. Alguns exemplos de antidepressivos são a fluoxetina, a sertralina, o citalopram e o escitalopram (9, 10).

Os medicamentos ansiolíticos podem reduzir a ansiedade, o nervosismo ou o medo. Eles também podem ajudar com insônia, ataques de pânico ou fobias. Alguns exemplos de medicamentos ansiolíticos são o alprazolam, o lorazepam, o diazepam e o clonazepam (11).

Os antipsicóticos podem ajudar com sintomas psicóticos, como delírios, alucinações ou paranoia. Também podem ajudar com alterações de humor, impulsividade ou agressividade. Alguns exemplos de medicamentos antipsicóticos são a risperidona, a quetiapina, a olanzapina e o aripiprazol (12).

Terapia cognitivo-comportamental como tratamento para narcisista

A terapia cognitivo-comportamental é um tipo de terapia que pode ser usada para tratar o transtorno de personalidade narcisista (13, 14, 15, 16, 17, 18). A TCC se concentra em ajudar as pessoas a identificar e mudar padrões de pensamento e comportamentos negativos. Ela também pode ajudar as pessoas a desenvolver habilidades de enfrentamento para lidar com o estresse e situações difíceis.

Há várias técnicas diferentes de TCC que podem ser usadas para tratar o transtorno de personalidade narcisista:

  • Reestruturação cognitiva: ajuda as pessoas a identificar e desafiar pensamentos e crenças negativas;
  • Terapia de exposição: envolve a exposição gradual das pessoas a situações que elas temem ou evitam;
  • Ativação comportamental: ajuda as pessoas a aumentar sua participação em atividades que elas gostam e que são gratificantes;
  • Treinamento de habilidades sociais: ajuda as pessoas a desenvolver as habilidades necessárias para interagir com os outros de forma mais positiva e eficaz.

Tratamentos para transtorno de personalidade narcisista

A TCC pode ser aplicada de várias maneiras, incluindo terapia individual, terapia de grupo e terapia on-line. A melhor maneira de realizar a TCC para transtorno de personalidade narcisista varia de acordo com as necessidades e preferências do indivíduo.

Uma pessoa com transtorno de personalidade narcisista pode ter o pensamento negativo: “Sou um fracasso”. Um terapeuta de TCC pode ajudar a pessoa a identificar e desafiar esse pensamento, pedindo-lhe que pense nas evidências que o apóiam e contradizem. O terapeuta também pode ajudar a pessoa a desenvolver pensamentos mais realistas e positivos sobre si mesma.

O paciente com transtorno de personalidade narcisista pode igualmente evitar situações sociais porque tem medo de ser criticado ou rejeitado. Um terapeuta de TCC pode ajudar a pessoa a se expor gradualmente a situações sociais, começando com situações pequenas e fáceis de gerenciar e indo até situações mais desafiadoras.

O afastamento de atividades sociais pode também acontecer por a pessoa com transtorno de personalidade narcisista se sentir entediada ou desinteressada. Um terapeuta de TCC pode ajudar a pessoa a identificar as atividades de que gosta e a desenvolver um plano para aumentar sua participação nessas atividades.

Uma pessoa com TPN  pode ter dificuldade para expressar suas emoções de forma saudável. Um terapeuta de TCC pode ajudar a pessoa a identificar suas emoções e a desenvolver habilidades para expressá-las de forma mais construtiva.

A TCC é um tratamento eficaz para o TPN. Ela pode ajudar as pessoas com transtorno de personalidade narcisista a reduzir seus sintomas, melhorar seu funcionamento e desenvolver relacionamentos mais satisfatórios. Entretanto, é importante observar que a TCC não é uma cura para o transtorno de personalidade narcisista. Também é importante ser paciente e realista com relação às expectativas. O tratamento para o transtorno de personalidade narcisista pode levar tempo e esforço, mas pode levar a melhorias significativas na vida do indivíduo.

Na luxuosa clínica The Balance, em Maiorca, Espanha, os melhores tratamentos para o transtorno da personalidade narcísica estão disponíveis. Com uma equipe altamente diferenciada de profissionais de saúde mental, este é o local indicado para um processo psicoterapêutico frutífero.

(1) Palmowski B. Uber Narzissmuskonzepte bei S. Freud [Freud’s narcissism concept]. Z Psychosom Med Psychoanal. 1989;35(2):101-16. German. PMID: 2658416.

(2) Raskin R, Novacek J, Hogan R. Narcissism, self-esteem, and defensive self-enhancement. J Pers. 1991 Mar;59(1):19-38. doi: 10.1111/j.1467-6494.1991.tb00766.x. PMID: 2037962.

(3) Day NJS, Townsend ML, Grenyer BFS. Living with pathological narcissism: core conflictual relational themes within intimate relationships. BMC Psychiatry. 2022 Jan 10;22(1):30. doi: 10.1186/s12888-021-03660-x. PMID: 35012497; PMCID: PMC8751322.

(4) Wurst SN, Gerlach TM, Dufner M, Rauthmann JF, Grosz MP, Küfner AC, Denissen JJ, Back MD. Narcissism and romantic relationships: The differential impact of narcissistic admiration and rivalry. J Pers Soc Psychol. 2017 Feb;112(2):280-306. doi: 10.1037/pspp0000113. Epub 2016 Aug 25. PMID: 27560609.

(5) Day NJS, Townsend ML, Grenyer BFS. Pathological narcissism: An analysis of interpersonal dysfunction within intimate relationships. Personal Ment Health. 2022 Aug;16(3):204-216. doi: 10.1002/pmh.1532. Epub 2021 Nov 16. PMID: 34783453; PMCID: PMC9541508.

(6) Matusiewicz AK, Hopwood CJ, Banducci AN, Lejuez CW. The effectiveness of cognitive behavioral therapy for personality disorders. Psychiatr Clin North Am. 2010 Sep;33(3):657-85. doi: 10.1016/j.psc.2010.04.007. PMID: 20599139; PMCID: PMC3138327.

(7) Dieckmann E, Behary W. Schematherapie: Ein Ansatz zur Behandlung narzisstischer Persönlichkeitsstörungen [Schema Therapy: An Approach for Treating Narcissistic Personality Disorder]. Fortschr Neurol Psychiatr. 2015 Aug;83(8):463-77; quiz 478. German. doi: 10.1055/s-0035-1553484. Epub 2015 Sep 1. PMID: 26327479.

(8) Nook EC, Jaroszewski AC, Finch EF, Choi-Kain LW. A Cognitive-Behavioral Formulation of Narcissistic Self-Esteem Dysregulation. Focus (Am Psychiatr Publ). 2022 Oct;20(4):378-388. doi: 10.1176/appi.focus.20220055. Epub 2022 Oct 25. PMID: 37200882; PMCID: PMC10187391.

(9) Dunlop BW, DeFife JA, Marx L, Garlow SJ, Nemeroff CB, Lilienfeld SO. The effects of sertraline on psychopathic traits. Int Clin Psychopharmacol. 2011 Nov;26(6):329-37. doi: 10.1097/YIC.0b013e32834b80df. PMID: 21909028; PMCID: PMC3202964.

(10) Fava M, Farabaugh AH, Sickinger AH, Wright E, Alpert JE, Sonawalla S, Nierenberg AA, Worthington JJ 3rd. Personality disorders and depression. Psychol Med. 2002 Aug;32(6):1049-57. doi: 10.1017/s0033291702005780. PMID: 12214786.

(11) Stoffers J, Völlm BA, Rücker G, Timmer A, Huband N, Lieb K. Pharmacological interventions for borderline personality disorder. Cochrane Database Syst Rev. 2010 Jun 16;(6):CD005653. doi: 10.1002/14651858.CD005653.pub2. PMID: 20556762; PMCID: PMC4169794.

(12) Belli H, Ural C, Akbudak M. Borderline personality disorder: bipolarity, mood stabilizers and atypical antipsychotics in treatment. J Clin Med Res. 2012 Oct;4(5):301-8. doi: 10.4021/jocmr1042w. Epub 2012 Sep 12. PMID: 23024731; PMCID: PMC3449426.

(13) Bender DS. The therapeutic alliance in the treatment of personality disorders. J Psychiatr Pract. 2005 Mar;11(2):73-87. doi: 10.1097/00131746-200503000-00002. PMID: 15803042.

(14) Caligor E, Levy KN, Yeomans FE. Narcissistic personality disorder: diagnostic and clinical challenges. Am J Psychiatry. 2015 May;172(5):415-22. doi: 10.1176/appi.ajp.2014.14060723. PMID: 25930131.

(15) Crisp H, Gabbard GO. Principles of Psychodynamic Treatment for Patients With Narcissistic Personality Disorder. J Pers Disord. 2020 Mar;34(Suppl):143-158. doi: 10.1521/pedi.2020.34.supp.143. PMID: 32186987.

(16) Weinberg I, Ronningstam E. Narcissistic Personality Disorder: Progress in Understanding and Treatment. Focus (Am Psychiatr Publ). 2022 Oct;20(4):368-377. doi: 10.1176/appi.focus.20220052. Epub 2022 Oct 25. PMID: 37200887; PMCID: PMC10187400.

(17) McLean J. Psychotherapy with a Narcissistic Patient Using Kohut’s Self Psychology Model. Psychiatry (Edgmont). 2007 Oct;4(10):40-7. PMID: 20428310; PMCID: PMC2860525.

(18) Beatson JA. Long-term psychotherapy in borderline and narcissistic disorders: when is it necessary? Aust N Z J Psychiatry. 1995 Dec;29(4):591-7. doi: 10.3109/00048679509064972. PMID: 8825820.

COMO A BALANÇA PODE AJUDAR

A Balance RehabClinic é uma provedora líder de tratamento de dependência de luxo e saúde mental para indivíduos ricos e suas famílias, oferecendo uma mistura de ciência inovadora e métodos holísticos com atendimento individualizado incomparável.

UM MÉTODO EXCLUSIVO

Um conceito bem-sucedido e comprovado com foco em causas subjacentes.
UM CLIENTE POR VEZ
ABORDAGEM DURADOURADA PERSONALIZADA
RESTAURAÇÃO BIOQUÍMICA
MULTIDISCIPLINAR E HOLÍSTICO
TRATAMENTO BASEADO EM TECNOLOGIA
TERAPIA INFORMADA DE TRAUMA

ABORDAGEM DURADOURO

0 Antes

Enviar solicitação de admissão

0 Antes

Definir metas de tratamento

1 semana

Avaliações abrangentes e desintoxicação

1-4 semana

Terapia física e mental contínua

4 semana

Terapia Familiar

5-8 semana

Sessões de acompanhamento pós-tratamento

12+ semana

Visitas de atualização

Saúde Mental Percepções

últimas notícias e pesquisas sobre Saúde Mental
Sindrome do Impostor
Sindrome do Impostor

A síndrome do impostor é um fenômeno psicológico em que os indivíduos duvidam de suas habilidades e realizações, sentindo que não merecem o sucesso e temendo ser expostos como uma fraude

read more
Fobia sintomas
Fobia: Compreender Para Combater

Determinar as fobias “mais perigosas” é subjetivo, pois o impacto varia de acordo com as experiências e circunstâncias individuais

read more
transtorno de borderline
O que é transtorno de borderline

A compreensão das causas do Transtorno de Personalidade Borderline é um desafio, pois múltiplos fatores contribuem para moldar essa condição, como, por exemplo

read more
depressão psicótica tem cura
Depressão Psicótica — Conheça as causas, e veja se tem cura

A depressão psicótica é uma condição psiquiátrica complexa e debilitante que combina os sintomas da depressão com a presença de sintomas psicóticos

read more

Acreditações

 
NeuroCare
TAA
ssaamp
Somatic Experience
SMGP
SEMES
SFGU
WPA
red GDPS
pro mesotherapie
OGVT
AMF
NeuroCademy
MEG
institute de terapie neural
ifaf
FMH
EPA
EMDR
COPAO
COMIB
British Psychology Society
 

Media

 
Live Science
Woman & Home
National World
American Banker
Marie Claire
BBC
La Nacion
Metro UK
General Anzeiger
Mallorca Magazin
Dazed
Apartment Therapy
Express UK
Bloomberg
Cosmopolitan
Morgenpost
Manager Magazin
Entrepreneur ME
HighLife
Psychreg
DeluxeMallorca
BusinessInsider
ProSieben
Sat1
Focus
Taff
TechTimes
PsychologyToday
abcMallorca
LuxuryLife
Mirror UK
Mallorca Zeitung
Daily Mail
Guardian
Business Leader